segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

Ausência!


"Por muito tempo achei que a ausência é falta.
E lastimava, ignorante, a falta.
Hoje não a lastimo.
Não há falta na ausência.
A ausência é um estar em mim.
E sinto-a branca, tão pegada, aconchegada nos meus braços,
que rio e danço e invento exclamações alegres,
porque a ausência, essa ausência assimilada,
ninguem a rouba mais de mim."

Carlos Drumond de Andrade

3 comentários:

Denise Arcoverde disse...

Adoro Drummond.

Como vai a vida, Juci?

Beijo!

Claudia disse...

Juci.. quanto tempo!!! Claro que lembro de vc... anda sumida! E como vai Kalindi?

Grace Olsson disse...

Ah, querida, não deu para vir antes. Eu estava na Suécia, fui ao Brasil, depois África do Sul e agora estou em Moçambique, fronteira com o Malawi e só volto em março.A data não está definida por que aqui na África tudo é muito imprevisível.
Desejo que estejas muito bem e pelo visto, sinto que sim.
Quantoa o Drummond, ele toca nossa alma em poucas palavras.beijos e dias felizes
Grace Olsson
www.eueorenascerdascinzas.blogspot.com